Novo Barômetro da UFI aponta que a desaceleração do crescimento econômico global tem afetado a indústria de feiras em todo o mundo

Pesquisa contou com a colaboração da UBRAFE que é uma das 14 entidades membros da UFI

Sexta, 26 de julho de 2019


A UFI, Associação Global para a Indústria de Exposições, lançou a edição mais recente de seu Barômetro Global, pesquisa que toma o pulso da indústria em todo o mundo. Esta última edição da pesquisa bianual da UFI foi concluída em julho de 2019 e contou com dados de 322 empresas em 57 países e regiões.

O estudo oferece perspectivas e análises para 16 países e regiões: Argentina (pela primeira vez), Austrália, Brasil, China, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, Macau, México, Rússia, África do Sul, Tailândia, Reino Unido e os EUA. Além disso, quatro zonas regionais agregadas foram analisadas.

Uma das principais conclusões foi que o primeiro semestre de 2019 foi mais fraco em termos de crescimento de receita em comparação ao mesmo período de 2018. Contudo, ainda há uma tendência global positiva para o ano em relação à receita.

Em relação ao lucro operacional, 80% das empresas mantiveram um bom nível de desempenho em 2018, e mais de 40% das empresas de todas as regiões declararam um aumento de mais de 10% em relação a 2017. No entanto, as perspectivas globais para 2019 são menores, estando em linha com a desaceleração mundial do crescimento econômico.

Os resultados também indicam que a principal questão de negócios dentro do setor continua sendo o “Estado da economia nacional / regional” (selecionado por 24% de todos os que responderam a pequisa, à frente de “Concorrência na indústria” e “Desenvolvimentos econômicos globais” 19%).

“As feiras espelham os mercados e uma desaceleração no crescimento econômico global também afeta a indústria de exposições. Mas os dados também provam que as feiras são resilientes e mostram um desempenho consistentemente forte, com oportunidades de crescimento em muitos dos mercados principais em todo o mundo ”, diz Kai Hattendorf, CEO da UFI.

Principais problemas de negócios

Quando questionados sobre as questões mais importantes para seus negócios no próximo ano, as empresas continuam preocupadas com os quatro tópicos a seguir: “Estado da economia no mercado interno” (24% na pesquisa atual, queda de 1% em relação a seis meses atrás) , “Concorrência no setor” (19%, inalterado), “Evolução econômica global” (19%, queda de 1%) e “Desafios internos” (16%, alta de 1%).

Digitalização

Os resultados mostram que a maioria das empresas estão respondendo ao processo acelerado de digitalização dentro da indústria de exposições. O “Índice de Implementação de Digitalização”, que mede o progresso em direção a um estado de “digitalização completa”, está em 27% globalmente. A China, a Alemanha, a Índia, a Indonésia, a Itália, o México, o Reino Unido e os EUA são identificados como os mercados de exposição atualmente mais avançados em termos de transformação digital.

“Uma pesquisa profunda desse tipo é o resultado de uma colaboração da comunidade global da UFI”, afirma Christian Druart, Gerente de Pesquisa da UFI e Secretário do Comitê de Associações da UFI. “Isso nos permitiu ampliar ainda mais o número de perfis de mercado, e temos o prazer de dar as boas-vindas à RUEF – União Russa de Exposições e Feiras – à rede que participa do barômetro.”

A 23ª edição do Barômetro foi realizado em colaboração com 14 membros associados da UFI: AAXO (Associação de Organizadores de Exibições Africanas) e EXSA (Associação de Exposições e Eventos da África Austral) na África do Sul, AEO (Associação de Organizadores de Eventos) no Reino Unido, AFIDA (Asociación Internacional de América), representando América Central e do Sul, AMPROFEC (Associação Mexicana de Profissionais de Feiras e Exposições e Convenções) no México, EEAA (Associação de Exposições e Eventos da Australásia) na Austrália, IECA (Indonésia Exhibition Companies Association) na Indonésia, IEIA (Associação Indiana da Indústria de Exposições) na Índia, JEXA (Associação de Exposições do Japão) no Japão, MFTA (Associação de Comércio Justo de Macau) em Macau, RUEF (Federação Russa de Exposições e Feiras) na Rússia, SISO (Sociedade de Organizadores Independentes) nos EUA, TEA (Thai Exhibition Association) na Tailândia e UBRAFE (União Brasileira dos Promotores Feiras) no Brasil.

Em linha com o objetivo da UFI de fornecer dados vitais e melhores práticas para toda a indústria de exposições, os resultados completos podem ser obtidos em www.ufi.org/research.

A próxima pesquisa do UFI Global Barometer será realizada em dezembro de 2019.


Fonte: Portal RADAR


 

Buscar Feiras

300x300 01

News UBRAFE

Assure Lateral
PR Newwire 1_300x140

banner

TV UBRAFE

banner