Pela primeira vez em São Paulo, Brazil Windpower reúne setor eólico nacional

Edição 2019 aconteceu em São Paulo na semana passada e trouxe discussões e diagnósticos sobre os avanços e desafios da indústria eólica nacional

Quarta, 05 de junho de 2019



A 10ª edição do Brazil Windpower (BWP) mostrou mais uma vez o seu alto potencial de network e de impacto de marca perante o mais alto escalão do setor eólico nacional e internacional. Durante os três dias do evento, que terminou nesta quinta-feira (30), em São Paulo, o BWP propiciou debates e diagnósticos sobre os avanços e desafios da indústria eólica nacional.

“O BWP se consolidou aqui em São Paulo logo no primeiro ano. Foi um sucesso enorme de público, de capitação de patrocínios e expositores. É uma alegria muita grande fazer o BWP aqui em São Paulo. Se alguém tinha alguma dúvida, achando que seria um evento teste, ela já não existe mais. Estamos agora definitivamente na cidade de São Paulo”, afirmou Rodrigo Ferreira, presidente do Grupo Canal Energia.

O Presidente Executivo do GWEC, Ben Backwell, também fez um balanço positivo do evento e disse a energia eólica pode ser a grande catalizadora de crescimento e geração de empregos em todo o mundo. “É muito importante ver o quanto, ao longo dos últimos anos, o mercado de energia éolica no Brasil cresceu e se consolidou. Chegamos aos 10 anos do Brazil Windpower e me lembro de cada uma delas. Que venham muitos mais”, defendeu.

Principais debates e palestras

Para uma plateia composta pelas principais autoridades e executivos do setor eólico nacional e internacional, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que participou da abertura do BWP, reafirmou o compromisso com as fontes renováveis e disse que o governo pretende ampliar o diálogo com o Congresso, para assegurar maior competitividade ao setor elétrico brasileiro.

Na ocasião, o presidente do Conselho de Administração da ABEEólica, Renato Volponi, apresentou os principais indicadores do setor eólico nacional e defendeu a unificação dos mercados de energia livre e regulado.

Os debates do segundo dia do evento também foram bastante produtivos, e contaram com a participação de e autoridades de peso para o setor elétrico nacional. Destaque para a participação do o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, Sandoval Feitosa, que ressaltou o potencial das eólicas no Brasil e afirmou que a implementação de sistemas híbridos de geração de energia é uma grande tendência nacional e defendeu a expansão do mercado livre de energia.

Também esteve no evento o Diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS, Luiz Eduardo Barata, que destacou os impactos positivos do desenvolvimento do setor eólico brasileiro para a região Nordeste.

Outra participação de peso no evento foi a do presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Social - BNDES, Joaquim Levy, que ressaltou a importância do setor para o desenvolvimento nacional e disse que o BNDES tem total interesse em atuar para a expansão de toda a cadeia da indústria eólica nacional.


Fonte:
Site Brazil Windpower | Informa Markets Brazil

 

Buscar Feiras

300x300 01

News UBRAFE

PR Newwire 1_300x140
Assure Lateral

banner

TV UBRAFE

banner