Serviço de scooters elétricas compartilhadas ganha aprovação do paulistano e deve expandir frota

Riba Share é o serviço de motos elétricas alugadas por tempo determinado através de um aplicativo

Quarta, 06 de fevereiro de 2019


Quem mora na cidade de São Paulo gasta, em média, 2h43 no transporte para se deslocar. Apesar de ser um tempo alto, o número representa uma diminuição de 10 minutos, comparado com o resultado de 2017. Os dados são da pesquisa Mobilidade Urbana na Cidade, da Rede Nossa São Paulo, divulgada no final do ano passado.

O ônibus, que era o principal modal, teve uma queda de uso de 47% para 43% no deslocamento diário, enquanto que os usuários que utilizam carro aumentaram de 22% para 24% e o uso de aplicativos para transporte particular também cresceu de 2% para 5%. Os números demonstram que as pessoas estão buscando alternativas para não ficar no sufoco do transporte público, porém de forma individual. A maioria dos carros que circulam na cidade transportam apenas uma pessoa e fazem percursos de 2,5km e, se mais pessoas continuarem por escolher essa opção, é de se esperar que uma pane aconteça no trânsito de São Paulo. Por isso, mais que necessário, é urgente que existam novas opções para resolver o problema da mobilidade na capital paulista.

Apostando nisso, a Riba Share, serviço pioneiro de compartilhamento de scooters no Brasil, chegou à cidade em dezembro do ano passado. A ideia nasceu a partir da observação de que a escassez de transporte público e o crescimento da frota de automóveis nas grandes cidades transformaram a mobilidade urbana em uma dificuldade diária para as pessoas.

“Nossas Ribas são elétricas e, além de não poluírem o ar nem emitirem ruído, têm capacidade para levar nossos usuários de sua origem ao seu destino em distâncias longas, sem que haja a necessidade de utilizar outro meio de transporte. As Ribas facilitam a rotina das pessoas nas grandes cidades de uma maneira ágil e acessível, sem abrir mão do estilo”, conta Fernando Freitas, CEO e Co-fundador da Riba Share.

As scooters estão disponíveis nas regiões de Pinheiros, Jardins, Jardim Europa, Ibirapuera, Moema, Vila Nova Conceição, Itaim Bibi, Vila Olímpia e Brooklin. O custo inicial é de R$ 5,90 pelos primeiros dez minutos de utilização e o minuto excedente custa 59 centavos. Há também a opção de valores promocionais para pacotes de minutos comprados antecipadamente. Quanto maior o pacote, maior o desconto.

A frota, por hora, é de 40 scooters rodando em São Paulo; o objetivo da empresa é chegar ao final do primeiro semestre com 200 unidades e a mil ao final de 2019. Segundo a Riba, alguns usuários chegam a realizar 40 viagens por mês com uma média de utilização de 25 minutos, mas já foram registrados percursos de até duas horas.

“A adesão tem sido muito boa, como demonstram a demanda e o uso médio das scooters, acima das nossas metas. Avaliamos que isso tem sido possível devido à autonomia das scooters, que podem percorrer até 90 quilômetros com bateria carregada e levar os usuários de porta a porta, sem que haja necessidade de fazer baldeação em outros transportes públicos”, explica Freitas.

A empresa pretende aumentar sua frota e sua atuação em outras cidades, como Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília. O único pré-requisito do serviço é que o check-in e check-out devem ser feitos dentro da área delimitada, além da necessidade de CNH categoria A.

“As Ribas são propícias à topografia de São Paulo, devido à extensão da cidade e à grande quantidade de ladeiras. O preço das corridas também é bem acessível. O nosso objetivo maior é oferecer uma alternativa de mobilidade urbana, num momento em que as ruas e avenidas estão super congestionadas, e contribuir para que as pessoas tenham mais tempo disponível para suas vidas, ao invés de ficar presas por horas e horas diariamente no trânsito de São Paulo”, conclui o CEO da Riba Share.

O pré-lançamento da Riba Share aconteceu na Veículo Elétrico Latino-Americano. Cadastre-se para receber mais conteúdos e novidades do setor.


VEÍCULO ELÉTRICO LATINO-AMERICANO

Data: 17 a 19 de setembro de 2019
Local: Transamérica Expo Center


Veículo Elétrico Latino-Americano
O Veículo Elétrico Latino-Americano é muito mais do que uma feira de negócios. O evento reúne os agentes da transformação da indústria automobilística em um só lugar e apresenta todas as soluções para mobilidade urbana, infraestrutura e políticas para veículos sem combustão. A exposição, em conjunto com o Seminário, está alinhada com as demandas do futuro e com o desenvolvimento das cidades mais híbridas do mundo. A fabricação de automóveis está mudando. O ronco dos motores está mais verde. E você precisa se preparar para esta nova vida elétrica.


NürnbergMesse Brasil
Responsável por promover os mais importantes encontros de fornecedores, distribuidores e revendedores do país em suas feiras de negócios, a NürnbergMesse Brasil é uma subsidiária do Grupo NürnbergMesse e uma das maiores empresas internacionais organizadoras de eventos e exposições no Brasil. A companhia movimenta diversos segmentos da economia nacional, com alto nível de profissionalismo e competência. Os principais eventos são Analitica LatinAmerica, BIOFACH AMERICA LATINA, Bike Brasil, FCE Cosmetique, FCE Pharma, Glass South America, it-sa Brasil, PET South America, R+T South America e Veículos Elétricos Latino Americano.


NürnbergMesse
O grupo NürnbergMesse é uma das 15 maiores organizadoras de feiras do mundo. Seu portfólio possui mais de 120 feiras e congressos internacionais e coleciona aproximadamente 40 pavilhões. Anualmente, cerca de 30 mil expositores (41% internacionais) e mais de 1,4 milhão de visitantes (24% internacionais) participam dos eventos organizados pela NürnbergMesse, que está presente, por meio de suas subsidiárias, na China, América do Norte, Brasil, Itália e Índia. O grupo ainda possui uma rede com cerca de 50 representantes, que operam em mais de 100 países.


Fonte:
Equipe de Comunicação | NürnbergMesse Brasil

 

Buscar Feiras

300x300 01

News UBRAFE

PR Newwire 1_300x140
Assure Lateral

banner

TV UBRAFE

banner