Entrevista Fernando Mérida, show manager da Brasil Road Expo

A 6º Edição da Brasil Road Expo foi palco de grandes discussões setoriais e apresentou uma série de tendências que hoje são a realidade das estradas brasileiras. Tanto que pesquisa do CNT Rodovias, releva que 57,3% dos mais de 100 mil km de rodovias apresentam algum tipo de deficiência.

Segunda, 25 de abril de 2016


A 6º Edição da Brasil Road Expo, feira de pavimentação que aconteceu no São Paulo Expo, principal evento de infraestrutura viária e rodoviária do Brasil, organizado e promovido pela Clarion Events, associada da Ubrafe, nesta sexta edição a Feiras de Negócio foi palco de grandes discussões setoriais e apresentou uma série de tendências que hoje são a realidade das estradas brasileiras. Tanto que pesquisa do CNT Rodovias, releva que 57,3% dos mais de 100 mil km de rodovias apresentam algum tipo de deficiência.

Confira nas próximas linhas, como o show manager da Brasil Road Expo, Fernando Merida reuniu o setor em 4 mil metros no São Paulo Expo e apresentou inúmeras novidades do mercado.

Como a economia brasileira impactou nesta edição da BRS 2016?
P.M.: Para atingir a sexta edição foi muito árduo se adequar a nova realidade do mercado das feiras de negócios em 2016. O setor de infra-estrutura é um dos que mais sente a crise política e econômica que o Brasil está passando. Porque a crise afeta diretamente as marcas expositoras que participam das edições da BRE. Afinal, cerca de 97% das vendas e comercialização de produtos e serviços deste mercado são oriundos do Governo Federal. Para o Brasil voltar a crescer é necessário que a logística funcione. Para isso, é preciso que as rodovias do País estejam em boas condições.

Quais foram às novas adequações para esta edição?
P.M.: Com um novo aproach e dedicação conseguimos 40 marcas expositores, ocupando 4 mil m² ².

O mercado de Feiras de Negócios se readequou?
P.M.: Nesta edição, presenciamos uma série de mudanças significativas na BRE. Como a redução de metro quadrado de estandes, que nas edições anteriores tinham cerca de 100 metros quadrados. Outros expositores tinham um estande de 300 metros quadrados e agora com 150 metros quadrados, outros estandes que normalmente tinham 350 metros quadrados e agora tem 100 metros quadrados.
Estamos uma nova arquitetura de estandes, principalmente nesta edição da Brasil Road Expo. As empresas são favoráveis a realizarem investimentos em feiras de negócios. O expositor se faz presente e gostaria de estar no stand para subsidiar novas vendas e novos fechamentos de negócios.

Existem novidades na maneira como alguns expositores estão participando desta edição da BRE?
P.M.: Além da novidade de redução do tamanho dos estandes, geralmente os expositores estão utilizando o padrão americano (demonstração de produtos + negócios). Alguns expositores estão usando apenas a área do maquinário/ equipamento para geração de novos
Negócios. E assim o mercado consegue se movimentar e fechar novos negócios. A concentração é na exposição, que valoriza muito o face to face.
Quais as novas frentes de atuação da Brasil Road Expo?
Com base na outra tendência busca novos negócios, intensificar os mercados latinos e a presença de grandes compradores e intensificar os grandes expositores regionais. Temos participantes renomados como Associação Brasileira do Departamento de Estrada e Rondagem (ABDER) que compra muito destes fornecedores e a DNIT(Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) e ainda mais de 20 entidades parceiras.

Quais as principais novidades dos expositores desta edição da Brasil Road Expo?
A Brazil Road Expo apresentará o que há de mais moderno em equipamentos e produtos para construção e manutenção de vias e rodovias, pontes, viadutos e túneis, pavimentação em asfalto e concreto, tecnologias em drenagem, contenção de encostas, alem de soluções de segurança, sinalização e gestão.
Esse ano de 2016, estamos falando do desenvolvimento de obras e principalmente no canteiro de obras. O modelo de concessão em infraestrutura, abordando concessão, arrendamento, permissão, autorização, outorga da Parceria-Público-Privada (PPP); geoprocessamento. Além de soluções de pavimentação urbana e rodoviária.
Temos a empresa francesa Nuremat como expositora, que está realizando uma pesquisa de mercado com o brasileiro há cerca de 3 anos. Eles estão delineando os pontos focais para se estabelecer no mercado brasileiro. Este ano, começaram a expor pela primeira vez. Temos também a Cimentos Votorantim que está apresentando inovadores junto com a POLI/USP. E também as boas soluções de drenagem da Universidade de São Paulo, com destaque especial a implantação rodoviária.

 

Buscar Feiras

300x300 01

News UBRAFE

Assure Lateral
PR Newwire 1_300x140

banner

TV UBRAFE

banner